quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Estudo aponta falhas e propõe mudanças nos concursos públicos Pesquisa mostra que o concurso tem perdido a finalidade de apontar um profissional adequado para cargo e seleciona as pessoas que tem mais aptidão para fazer prova

Estudo aponta falhas e propõe mudanças nos concursos públicos Pesquisa mostra que o concurso tem perdido a finalidade de apontar um profissional adequado para cargo e seleciona as pessoas que tem mais aptidão para fazer prova

Agência Brasil
Publicação: 23/02/2013 15:24 Atualização: 23/02/2013 15:31

 (Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV) Direito Rio e da Universidade Federal Fluminense (UFF) apontam problemas nos concursos públicos federais. Entre eles, provas que não avaliam as experiências e o conhecimento do candidato e má gestão. As duas instituições propõem mudanças no processo de recrutamento para o serviço público.

O estudo mostra que o concurso tem perdido a principal finalidade para o qual foi criado, que é selecionar um profissional adequado para cargo na administração pública. "O concurso no Brasil tem cada vez mais se tornado um fim em si mesmo. Seleciona as pessoas que tem mais aptidão para fazer prova de concurso. Temos uma ineficiência de fiscalização de competências reais. E além disso, apesar de existirem mecanismos que possibilitam a demissão, como o estágio probatório, eles quase não são utilizados. Os concursos hoje alimentam um mercado milionário", avalia o coordenador da pesquisa e professor da FGV Direito Rio, Fernando Fontainha, que divulgou ontem (22) o levantamento.

Os dados vão além e apontam que os salários ofertados são estipulados conforme a complexidade do certame, e não com base no nível acadêmico ou competência do candidato. Quanto mais difícil e maior o número de provas, maiores as remunerações.

Para reverter esse cenário, o estudo propõe medidas, como o fim das provas objetivas (múltipla escolha). De acordo com o levantamento, cerca de 97% das provas aplicadas em 698 seleções, entre 2001 e 2010, seguiam o modelo. A proposta é o uso de questões escritas discursivas que abordem situações reais a serem vivenciadas pelos futuros contratados. Além disso, defende a aplicação de prova prática nos casos em que a discursiva for insuficiente para avaliar a qualificação do candidato.

Outra proposta é impedir o candidato de se inscrever para o mesmo concurso mais de três vezes. O estudo constatou que acima de um terço dos inscritos não comparece ao certame. "A realização das provas é algo caro. A intenção é que o candidato se inscreva quando tiver condições de passar [aprovado]", explica Fontainha.

Os pesquisadores defendem três processos distintos de seleção dos servidores públicos. O primeiro, chamado recrutamento acadêmico, propõe a busca por jovens recém-formados, com o objetivo de que sejam capacitados para o exercício da futura função. As provas aplicadas a esses candidatos devem abordar os conhecimentos universitários e escolares, e a formação inicial será obrigatória.

O segundo, o recrutamento burocrático, visa a admissão de profissionais já inseridos na administração pública. Para participar, o candidato deve ter ao menos cinco anos de experiência. As provas serão sobre o ambiente do serviço público. Já o terceiro, o profissional, irá avaliar quem atua no mercado e tenha experiência mínima de dez anos. Neste caso, o candidato é avaliado sobre conhecimentos de mercado e da administração pública.

Em relação às provas, a sugestão é criar uma empresa pública para gerir os concursos e elaborar os exames. O levantamento detectou a presença majoritária de sete institutos e centros responsáveis pela elaboração das provas, entre eles o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos Universidade de Brasília (UnB), que detém a maior fatia do mercado.

A Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac) estima movimento de mais de R$ 30 bilhões no setor. "É uma questão que tem que ser debatida. Devemos analisar se é mesmo necessária a criação de uma empresa pública ou se é necessário apenas regular o mercado de uma forma diferente", disse o coordenador de Negócios do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), Bruno Campos. O instituto também organiza seleções.

Para os pesquisadores, os três anos estabelecidos pela lei para o estágio probatório devem ser destinados rigorosamente para capacitação, sendo no primeiro ano, com aulas presenciais, e nos demais, início do exercício do cargo com acompanhamento de um servidor experiente.

De acordo com a Nayara Teixeira Magalhães, consultora acadêmica do projeto Pensando o Direito - parceria entre o Ministério da Justiça e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o ministério e os demais 20 parceiros da pesquisa irão analisar as propostas. Uma versão final do relatório deve sair até o dia 15 de abril.

ATENÇÃO, JOVENS DE 15 A 34 ANOS. Crescem no Brasil mortes por AVC entre 15 e 34 anos

Crescem no Brasil mortes por AVC entre 15 e 34 anos
Luciane Evans -
Publicação: 27/02/2013 08:38 Atualização:

Renata Monteiro foi vítima de um AVC aos 21 anos. A mãe, Rosa, conta que a filha saiu tetraplégica do hospital, mas não perdeu o raciocínio (Leandro Couri/EM/D.A Press)
Renata Monteiro foi vítima de um AVC aos 21 anos. A mãe, Rosa, conta que a filha saiu tetraplégica do hospital, mas não perdeu o raciocínio

Principal causa de morte no país, com números de óbitos maiores que a dengue, a Aids e até mesmo o câncer de mama, o acidente vascular cerebral (AVC), também conhecido como derrame, traz novas preocupações, tão ou mais importantes que as antigas. Isso porque o mal, que mata 100 mil brasileiros por ano e antes visto com mais prevalência em idosos, não escolhe a idade de suas vítimas. Dados do Ministério da Saúde mostram que 62.270 pessoas abaixo dos 45 anos morreram no Brasil entre os anos 2000 e 2010. No entanto, o cenário é ainda pior. Jovens, adolescentes e até crianças recém-nascidas passaram a engrossar essa lista e t”em preocupado médicos e pais numa guerra pouco esclarecida e silenciosa. E apesar de as causas terem origens diferentes, os sintomas e as sequelas são os mesmos.

Dados do Ministério da Saúde apontam que, em 2012, 4 mil pessoas entre 15 e 34 anos foram internadas por causa do problema no país. Em 2010, foram 1,7 mil mortes nessa faixa etária. O fenômeno assusta especialistas e, claro, tira o sono dos pais. As justificativas para o quadro alarmante vão desde o resultado de hábitos pouco saudáveis até os métodos atuais de diagnósticos mais precisos, o que contribuiria para o aumento dos números. "O AVC na infância é mais raro do que em adultos. A estimativa é de que haja um percentual de 2,5% a 12,5% para 100 mil crianças e adolescentes", comenta a neurologista infantil e vice-presidente do Comitê de Neuropediatria da Sociedade Mineira de Pediatria, Marli Marra de Andrade.

Aos 13 anos, Guilherme Pessoa Lacorte entrou para a estatística. No início deste ano, ele começou a passar muito mal, com dor na cabeça e vômito. "Assim que o levamos ao hospital, ele entrou em coma. Fizeram muitos exames até descobrir um coágulo no tronco cerebral (parte responsável pelo controle de funções como a respiração e instrução para o coração bater). O diagnóstico foi de AVC", conta o pai de Guilherme, Marcelo Lacorte. A investigação para a causa do problema apontou que o menino sofria de uma má-formação vascular no cérebro, a chamada cavernoma. Como sequelas do AVC, Guilherme ficou um tempo com o lado direito paralisado, sem andar e sem se alimentar corretamente.

Os médicos disseram ser arriscado uma cirurgia para o garoto, que poderia ficar cego ou paraplégico ao se tentar tirar o cavernoma no cérebro. Mas, de acordo com Marcelo, o médico neurocirurgião, especialista na área, Atos Alves de Souza, disse o contrário e operou Guilherme, que hoje está bem, tem sido acompanhado por fonoaudiólogos e fisioterapeutas. "A gente se assusta com uma criança tendo AVC, mas no caso foi consequência de um problema que nem imaginávamos que ele era portador", observa Marcelo.

Segundo o coordenador da Unidade de AVC do Hospital Risoleta Neves, Romeu Santana, o AVC é popularmente chamado de derrame e tem dois tipos: hemorrágico e isquêmico. "O primeiro, muitas vezes, está relacionado à hipertensão. O segundo, que corresponde aproximadamente a 85% dos casos, é a obstrução de umas das artérias do cérebro. O bloqueio pode ser parcial ou total."

Ele explica que em jovem o mal não é comum. "Estamos falando de um problema que, na maioria das vezes, acomete pessoas acima dos 65 anos", destaca. Ele não define o AVC como uma doença, "mas uma complicação de outros problemas. Nos idosos, pode ser decorrência do diabetes, pressão alta ou outros fatores". Para as crianças, pode ser decorrente de comorbidades, como foi com Guilherme. Em muitos casos, de acordo com o especialista, o problema vem da anemia falciforme, enfermidade que causa a má-formação das hemácias. "Saber que um paciente teve AVC é muito pouco para nós. A causa é a peça-chave, pois o tratamento vai depender dela."

Por isso, Marli diz que os pais devem ficar atentos. "As causas podem ser várias, inclusive genéticas. Infecções, meningite ou até mesmo uma sinusite podem desencadear em um processo inflamatório no cérebro", alerta. Nos casos mais agudos, de acordo com a especialista, a criança pode sentir dor de cabeça, vômito e sinais indiretos do aumento da pressão intracraniana, o que pode evoluir para uma paralisia. A agilidade no atendimento é essencial. Isso porque o tamanho do dano que provocará está diretamente associado à sua extensão. Quanto maior a área, mais graves as sequelas. Por isso, quanto mais rapidamente for controlado, menores as regiões atingidas.

Diagnóstico errado

Exemplo disso é Renata Monteiro Moreira César, de 35 anos. Aos 21, ela sentiu muito mal e teve o lado direito paralisado. A família a levou a um hospital particular de BH. "Os médicos plantonistas disseram que se tratava de algo emocional e deram a ela um calmante", conta, indignada, a mãe de Renata, Rosa Marília Monteiro César. A jovem voltou para a casa, mesmo com o lado direito dormente. "Chegou em casa, ela não conseguia segurar uma fruta nem engolir. Passou a embolar a fala, e achamos que era efeito do calmante", lembra Rosa. No outro dia a menina não acordava.

Um médico amigo da família a visitou e constatou que ela tinha entrado em coma. "Ela foi levada para o centro de terapia intensiva (CTI) de outro hospital da capital, e ficava cada vez pior. Os médicos não sabiam do que se tratava. Demorou quatro dias para diagnosticar o AVC", diz. A demora aumentou a lesão. Renata saiu do hospital tetraplégica. "Graças a Deus, não afetou o raciocínio dela. Hoje ela está na faculdade, escreveu o livro A vida com outros olhos, consegue comer sozinha, mas tem uma equipe de profissionais que a ajuda", destaca a mãe. "A demora para diagnosticar o mal é crucial, pois a evolução é muito rápida."

Recuperação

O tratamento de um paciente com AVC, seja ele adulto ou jovem, vai depender do que levou a pessoa a sofrer o derrame. Romeu Santana diz que no caso de um derrame isquêmico, há a possibilidade de medicações que podem dissolver os coágulos. "Mas não são todos os pacientes que podem usar o remédio. A medicação abre os vasos sanguíneos, mas pode causar sangramento.”

Ele diz que toda vítima tem possibilidade de sofrer novamente um derrame. "Por isso, a causa tem que ser bem definida." Os médicos aconselham como prevenção a atividade física, uma alimentação saudável, redução no consumo de gordura, o que reduz risco de doenças vasculares. "No primeiro ano de vida, os pais costumam levar os bebês aos pediatras e depois que a criança toma todas as vacinas, não a levam mais. É importante esse acompanhamento, porque nele pode-se diagnosticar uma doença", ressalta Marli.

"Sou consciente da gravidade e novidade de minha renúncia", diz o Papa Bento XVi afirma que Igreja não afundará

"Sou consciente da gravidade e novidade de minha renúncia", diz o Papa Bento XVi afirma que Igreja não afundará
AFP - Agence France-Presse
Publicação: 27/02/2013 08:08 Atualização: 27/02/2013 08:18
Bento XVI anunciou que se dedicará à oração e que sua intenção não é retornar à vida privada (TIZIANA FABI TIZIANA FABI / AFP)
Bento XVI anunciou que se dedicará à oração e que sua intenção não é retornar à vida privada
 O Papa Bento XVI afirmou ser "consciente da gravidade e novidade" de sua histórica renúncia ao pontificado e anunciou que se dedicará à oração e que sua intenção não é retornar à vida privada, na última audiência pública de seu pontificado.

"Rezem por meu sucessor, que Deus os acompanhe!", afirmou à multidão emocionada que acompanha a bênção na Praça de São Pedro.

O Papa Bento XVI mencionou "as águas agitadas" que marcaram os oito anos de seu pontificado e advertiu que "Deus não deixará que a Igreja afunde", diante de mais de 100.000 pessoas na Praça de São Pedro.

"Estou realmente emocionado e vejo uma Igreja viva", disse o Papa, ovacionado pelos fiéis.

Gabriel o Pensador - Surfista Solitário (com Jorge Ben Jor) - Clipe Oficial


MUITO OBRIGADO, SENHOR. That's What Love Is - David Phelps (Legendado)


Lenine - Paciência (Vídeo clip oficial)

MARCÃO CAVALCANTE

Legião Urbana - Pais E Filhos


Legião Urbana - Pais E Filhos


Somos a Igreja Catolica Apostolica Romana

SABE QUEM SOMOS? EU E MINHA CASA SERVIREMOS SEMPRE A DEUS E A SANTA IGREJA CATÓLICA.
MARCÃO CAVALCANTE

Salmo 23. - Pe Reginaldo Manzotti


Ele não desiste de você


Foi por você - Anjos de Resgate


Somos a verdadeira Igreja fundada por Jesus Cristo. (lista de reprodução)


Somos a verdadeira Igreja fundada por Jesus Cristo. (lista de reprodução)

Aos que criticam a Santa Igreja Catolica.



Perdoe nos por amar uma Igreja , na qual quem criou foi Jesus Cristo, perdoe nos por buscarmos a Deus ( mesmo sendo pecadores ), perdoe nos por amarmos e respeitarmos Deus, Jesus Cristo e os Santos ( estes que divulgaram e eviveram a Fé ).
Perdoe nos por respeitar e amar a figura do Santo Papa ( do Primeiro ao Ultimo ). Por respeitramos o Papa Bento XVI, que só Deus , ele e os Papas que passaram sabe o que é doar a sua vida a sua, minha, nossa Igreja. Só eles para saberem as dificuldades, lutas e amor que possuem  ( desde que entregaram suas vidas a Deus ).

Sou Cristão Católico, com amor, carinho, respeito e pessoalmente acredito em Deus e na Santa Igreja Catolica, Nao fomos fundados por homens e sim por Deus e seus seguidores.

A Fundação da Igreja

“E eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; e eu te darei as chaves do reino dos Céus: e tudo o que desatares sobre a terra, será desatado também nos céus.” (Mt. 16, 18)

E pessoalmente digo: Há pessoas boas e de boa fé em todos os locais, más há também uma minoria de má fé que vivem em todos os lugares.

A Santa Igreja Católica é a Religião, Instituição e o próprio meio de adoração ao nosso Senhor.

Muito Obrigado, Deus, Jesus e Espirito Santo. Muito obrigado, Papa Bento XVI por ter sido e ainda o é o escolhido de Cristo.

Muito obrigado e vamos lembrar deste: "Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão" (Mateus 24.35).


A palavra de Deus e a Santa Igreja Catolica Perdurara.

Coragem , meus amigos Cristão.

Beijos, Nalma.

Marcao Cavalcante

Marcão Cavalcante

Marco Cavalcante

Somos a verdadeira Igreja fundada por Jesus Cristo. (lista de reprodução)



Aos que criticam a Santa Igreja Catolica.



Perdoe nos por amar uma Igreja , na qual quem criou foi Jesus Cristo, perdoe nos por buscarmos a Deus ( mesmo sendo pecadores ), perdoe nos por amarmos e respeitarmos Deus, Jesus Cristo e os Santos ( estes que divulgaram e eviveram a Fé ).
Perdoe nos por respeitar e amar a figura do Santo Papa ( do Primeiro ao Ultimo ). Por respeitramos o Papa Bento XVI, que só Deus , ele e os Papas que passaram sabe o que é doar a sua vida a sua, minha, nossa Igreja. Só eles para saberem as dificuldades, lutas e amor que possuem  ( desde que entregaram suas vidas a Deus ).

Sou Cristão Católico, com amor, carinho, respeito e pessoalmente acredito em Deus e na Santa Igreja Catolica, Nao fomos fundados por homens e sim por Deus e seus seguidores.

A Fundação da Igreja

“E eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; e eu te darei as chaves do reino dos Céus: e tudo o que desatares sobre a terra, será desatado também nos céus.” (Mt. 16, 18)

E pessoalmente digo: Há pessoas boas e de boa fé em todos os locais, más há também uma minoria de má fé que vivem em todos os lugares.

A Santa Igreja Católica é a Religião, Instituição e o próprio meio de adoração ao nosso Senhor.

Muito Obrigado, Deus, Jesus e Espirito Santo. Muito obrigado, Papa Bento XVI por ter sido e ainda o é o escolhido de Cristo.

Muito obrigado e vamos lembrar deste: "Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão" (Mateus 24.35).


A palavra de Deus e a Santa Igreja Catolica Perdurara.

Coragem , meus amigos Cristão.

Beijos, Nalma.

Marcao Cavalcante

Marcão Cavalcante

Marco Cavalcante

Anjos de Resgate - Foi Por Você


MUITO OBRIGADO, SANTOS PAPAS JOÃO PAULO II E BENTO XVI.


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Projeto quer reciclar 25 milhões de litros de óleo de cozinha até a Copa do Mundo de 2014

Projeto quer reciclar 25 milhões de litros de óleo de cozinha até a Copa do Mundo de 2014

25/02/2013 - 12h05
Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil


Rio de Janeiro – Até a Copa do Mundo de 2014, 25 milhões de litros de óleo de cozinha usados devem ser reciclados e transformados em biodiesel por meio do Bioplanet. Lançado hoje (26) no Rio de Janeiro, o Bioplanet é um dos 96 projetos de promoção do Brasil na Copa apoiados pelo governo federal.
Como cada litro do óleo de cozinha gera um litro de biodiesel, a intenção é produzir, nos 15 meses que faltam para o início do Mundial, 25 milhões de litros de biodiesel. Para chegar ao combustível usado pelos veículos, o biodiesel é adicionado ao óleo diesel derivado do petróleo. Com isso, é possível produzir 125 milhões de litros de combustível B20 (diesel que tem 20% de biodiesel em sua composição).
Segundo o coordenador do Bioplanet, Vinícius Puhl, o combustível que será produzido em 40 cidades, sendo 12 cidades-sede da Copa, já começará a ser comercializado. Mas há a intenção também de usar o combustível produzido pelo projeto nos ônibus que transportarão as delegações das 32 seleções nacionais.
“Um litro de óleo usado contamina 25 mil litros de água. Hoje, dados da Casa Civil da Presidência da República informam que há um descarte inadequado, por 50 milhões de residências e pequenos estabelecimentos, de um volume de 1,5 bilhão de litros de óleo de cozinha. É um volume jogado no ralo da pia que vai parar nos nossos mananciais de água e no oceano”, disse Puhl.
O projeto espera coletar o óleo com a ajuda de 3 milhões de estudantes de todo o Brasil, que ganharão brindes de suas escolas, de acordo com o volume de óleo arrecadado, e de catadores de material reciclável. A ideia é envolver 10 mil catadores, que poderão ganhar até R$ 1 por litro de óleo de cozinha entregue ao Bioplanet.
“Existe a perspectiva de se ter um mercado, uma cadeia produtiva envolvendo a reciclagem do óleo de fritura. Mas além da questão financeira e econômica, há a questão da educação ambiental. A dona de casa que descarta o óleo na pia da cozinha não sabe o prejuízo que está causando ao meio ambiente. Além disso, o biodiesel polui menos também”, afirma o diretor de Diálogos Sociais da Secretaria-Geral da Presidência da República, Fernando Matos.
O Plano de Promoção do Brasil para Copa, do governo federal, pretende usar o Mundial como vitrine para mostrar uma imagem positiva do país. Além da estratégia de comunicação feita pelo próprio governo, o plano apoia 96 iniciativas não governamentais.

Plataforma quer auxiliar municípios a identificar situação de jovens e monitorar políticas públicas

Plataforma quer auxiliar municípios a identificar situação de jovens e monitorar políticas públicas

23/02/2013 - 16h50
Thais Leitão
Repórter da Agência Brasil


Brasília - Conhecer a realidade local e traçar um diagnóstico dos problemas específicos de cada município é um importante passo para elaborar e direcionar políticas públicas de forma eficiente. Com o objetivo de auxiliar os gestores municipais a ter uma visão individualizada sobre as condições de vida de meninos e meninas nas cidades brasileiras e garantir o cumprimento dos direitos dessa parcela da população, está disponível na internet uma plataforma que permite gerar relatórios sobre a condição de vida de jovens até 18 anos nas áreas de educação, saúde, trabalho infantil entre outras.
De acordo com a coordenadora do MapaDCA, nome dado à ferramenta, Adriana Mitre, a plataforma, gratuita, passou por recente reformulação, que facilitou a obtenção de dados mais precisos por meio do cruzamento de informações fornecidas pelos gestores municipais. Ela permite identificar, por exemplo, os serviços disponíveis para crianças e adolescentes em um determinado município; se há vagas suficientes para atender a essa parcela da população na rede de ensino local; e se o atendimento oferecido pela saúde está de acordo com as necessidades da população, segundo parâmetros do Sistema Único de Saúde (SUS).
“A proposta é fornecer um retrato mais completo dos municípios cadastrados, indicando a forma como as políticas da infância têm sido priorizadas e se os resultados são satisfatórios, medianos ou insatisfatórios”, disse.
Ela acrescentou que entre as novidades está a possibilidade de comparar as informações de um município com os indicadores estaduais e nacionais.
“No relatório há algumas referências a leis, planos e resoluções que devem ser cumpridos e ainda o comparativo de alguns dados oficiais do município em questão com os do estado e do país. Se um indicador municipal está pior, ele precisa identificar as causas disso e tentar melhorá-lo. Para isso, será preciso investir em políticas públicas locais”, ressaltou.
O MapaDCA é direcionado ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), responsável por elaborar e monitorar as políticas públicas para a infância, mas também pode ser utilizado por outros órgãos da área, como o conselho tutelar.
Os interessados em utilizar a plataforma devem se cadastrar no site e criar uma conta, com a qual será possível preencher os formulários da ferramenta. As perguntas sobre as políticas e as condições de vida de crianças e adolescentes estão divididas em dez áreas temáticas, como cultura, esporte e lazer, trabalho infantil e medidas socioeducativas. Com base nas respostas, os usuários têm acesso a uma avaliação sobre seu município.
Desenvolvido pela organização não governamental (ONG) mineira Oficina de Imagens, o MapaDCA tem apoio do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) para divulgação.
Atualmente, 258 municípios de 23 estados estão cadastrados, entre eles, Barcarena (PA). Segundo o psicólogo da Secretaria Municipal de Educação Juarez Silva do Nascimento, as autoridades locais estão implantando, este ano, um plano de ação, com medidas voltadas principalmente às áreas de educação e assistência social, baseado no relatório gerado pela plataforma.
“Percebemos, a partir da utilização do MapaDCA, que há pouca interlocução entre os serviços que atendem a essa parcela da população no nosso município. Informações que chegam aos serviços de saúde sobre vítimas de abuso sexual, por exemplo, muitas vezes não são captados pelas delegacias ou pelo conselho tutelar. Estamos trabalhando para padronizar um banco de dados que unifique tudo isso”, destacou.
Ele acrescentou que a plataforma também contribuiu para a implantação de um programa de saúde sexual e reprodutiva na rede municipal de ensino, que conta com a participação dos próprios jovens para multiplicar as orientações transmitidas pelos profissionais.

Edição: Lílian Beraldo

Termina inscrição para lista de espera do ProUni

Termina inscrição para lista de espera do ProUni

25/02/2013 - 7h56
Mariana Tokarnia
Repórter da Agência Brasil
Brasília – Termina nesta segunda-feira (25) o prazo para a inscrição na lista de espera do  Programa Universidade para Todos (ProUni). Os candidatos que não foram pré-selecionados nas etapas anteriores podem manifestar interesse de integrar a lista no site do ProUni. Na próxima quinta-feira (28) será a convocação da primeira chamada da lista de espera pelas instituições de ensino. A lista deverá preencher as bolsas ainda não ocupadas.
Os candidatos terão mais uma chance no dia 8 de março, quando ocorre a segunda chamada da lista de espera. Na primeira chamada, os pré-selecionados devem comprovar as informações nas instituições de ensino de 28 de fevereiro a 5 de março. Na segunda chamada, devem comparecer aos locais indicados entre 8 e 13 de março.
Pode participar da lista de espera para o curso correspondente à primeira opção o candidato que não tenha sido pré-selecionado nas chamadas regulares e aqueles que não foram pré-selecionados na segunda opção de curso, independentemente de ter o Termo de Concessão de Bolsa emitido pela instituição de ensino.
Da lista de espera exclusiva para a segunda opção de curso podem participar candidatos que não tenham sido pré-selecionados nas chamadas regulares e candidatos pré-selecionados na segunda opção, mas que tenham sido reprovados pela não formação de turma.
O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de educação superior para cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Para o primeiro semestre deste ano foram oferecidas 162.329 bolsas. O balanço final do programa registrou 1.032.873 inscritos.
As bolsas aumentaram em relação ao número oferecido no segundo semestre de 2012, quando foram ofertadas 90.311 bolsas - 72.018 a menos que este ano. Em relação ao primeiro semestre de 2012, houve redução - foram oferecidas no período 195.030 bolsas, 32.701 a mais que neste ano.
Tem direito à bolsa integral o candidato com renda familiar per capita até um salário mínimo e meio (R$ 1.017). Para as bolsas parciais (50% da mensalidade), a renda familiar deve ser até três salários mínimos (R$ 2.034) por pessoa.
De acordo com o MEC, para a primeira convocação, divulgada no dia 24 de janeiro, foram pré-selecionados 159.177 candidatos, dos quais 107.575 para bolsas integrais e 51.602 para parciais.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Novo relatório do IPCC sobre o clima será divulgado parcialmente este ano

Novo relatório do IPCC sobre o clima será divulgado parcialmente este ano

25/02/2013 - 21h07
Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - As mudanças climáticas que atingem o planeta por causa do aquecimento da atmosfera serão detalhadas no próximo relatório parcial do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), que será divulgado este ano. O anúncio foi feito hoje (25) durante a 7ª Conferência e Assembleia Geral da Rede Global de Academias de Ciências, que ocorre na capital fluminense até quarta-feira (27).
O diretor-geral da Coordenação de Programas de Pós-Graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luiz Pinguelli, disse que o relatório abordará o Grupo de Trabalho 1 do IPCC sobre as mudanças na atmosfera. “O Grupo 1 é estritamente científico, no sentido de que trata do comportamento da atmosfera, com bases em algumas previsões de emissões. O Grupo 2 trata das consequências nos vários campos, incluindo agricultura e saúde, e o Grupo 3 é muito político, porque trata de cenários.”
Pinguelli, que trabalha como revisor do IPCC, informou que o próximo relatório deverá ser mais rígido nas informações, para evitar erros como os verificados no documento de 2007, quando a velocidade de derretimento das geleiras foi superestimada. “O IPCC está trabalhando com mais cuidado, visando a resultados mais robustos.”
O secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, Carlos Nobre, não quis adiantar o conteúdo do próximo relatório, mas frisou que as informações trazidas nos primeiros documentos, que apontavam para um aumento na temperatura do planeta, pela queima de combustíveis fósseis por ação do homem, foram confirmadas.
“As evidências são avassaladoras. O clima está mudando em uma velocidade que a Terra não vê há alguns milhões de anos. A velocidade em que o clima está mudando é 50 ou 100 vezes mais rápida do que quando a Terra começou a sair da última glaciação, 20 mil anos atrás, até ela atingir o equilíbrio climático recente, 12 mil anos atrás.”
O IPCC foi criado em 1988 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e reúne milhares de cientistas de diversos países. Já foram publicados quatro relatórios. A divulgação completa do quinto, incluindo os trabalhos dos grupos 2 e 3, deverá ocorrer em 2014.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Ditadura militar violou direitos de 50 mil pessoas, diz Comissão Nacional da Verdade

Ditadura militar violou direitos de 50 mil pessoas, diz Comissão Nacional da Verdade

25/02/2013 - 18h19
Luciano Nascimento
Repórter da Agência Brasil
Brasília – Os levantamentos feitos pela Comissão Nacional da Verdade (CNV) estimam que 50 mil pessoas foram, de alguma forma, afetadas e tiveram direitos violados pela repressão durante a ditadura militar. O número inclui presos, exilados, torturados, mas também familiares que perderam algum parente nas ações durante o período de 1964 a 1985, além de pessoas que sofreram algum tipo de perseguição.
A CNV reuniu nesta segunda-feira (25) representantes de comissões estaduais e de várias instituições para apresentar um balanço dos trabalhos feitos e assinar termos de cooperação com quatro organizações.
A CNV assinou termos de cooperação com a Associação Nacional de História (Anpuh), com  o Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito (Conpedi), com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e com o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro. “Estamos compartilhando nossa metodologia, nossa estratégia com uma ampla gama de comissões da verdade já criadas, algumas em criação e outros grupos que estão em processo de criação de suas comissões”, disse o coordenador da CNV, Paulo Sérgio Pinheiro.
Pinheiro disse que os convênios assinados firmam parcerias de colaboração e troca de informações. “São acordos de cooperação e basicamente põem à serviço dessas instituições nossas competências, como por exemplo, o acesso aos arquivos e eventuais convocações para depoimentos,” disse.
Recentemente, a Comissão Nacional da Verdade recebeu da Petrobras mais de 400 rolos de microfilmes, além de microfichas e documentos textuais. O material, de acordo com a CNV, ajudará a entender como o regime militar monitorava os trabalhadores da empresa.
O coordenador da CNV estima que até o momento a comissão examinou “por baixo” cerca de 30 milhões de páginas de documentos e que fez centenas de entrevistas. Pinheiro disse que, em função do volume de informações, a CNV deve continuar pesquisando até o final de 2013, quando a comissão deverá ter o esqueleto do relatório final em mãos. “O relatório tem que estar nas mãos da presidenta da República até dia 16 de maio. Em princípio, acordamos entre nós que até dezembro a grande minuta do relatório tem que estar pronta”, disse.
Edição: Fábio Massalli //O texto foi atualizado às 19h35 para ajuste de informação e às 20h13 para correção de informação: a ditadura militar foi de 1964 a 1985 e não de 1964 a 1988, como tinha sido publicado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

ESTA MARCOU A MINHA INFANCIA... E A DE VOCES? MARCAO CAVALCANTE. Toquinho - Aquarela (original)

ESTA MARCOU A MINHA INFANCIA... E A DE VOCES? MARCAO CAVALCANTE. Toquinho - Aquarela (original)

João Bosco - Desenho de Giz


NÃO TEM COMPARAÇÃO... AS MÚSICAS DE HOJE COM AS DE OUTRORA... ÉPOCA DE MUSICAS BOAS... MARCAO CAVALCANTEA Paz - João Bosco


LOGO, LOGO , MARÇO CHEGANDO... SEJA BEM VINDO MARÇO... MARCAO CAVALCANTEJOAO BOSCO aguas de março


João Bosco - O Bêbado e a Equilibrista (The Drunk And The Rope-walker)


Joao Bosco - Papel mache


O tempo me guardou você - Ivan Lins


Quando O Amor Acontece - João Bosco


Mambembe - Chico Buarque e Roberta Sá


Sou um homem, Pai , filho , Cristão Católico , um Administrador por formação, hoje Professor na Rede Pública. Um apaixonado por Deus ...

Sou um homem, Pai , filho , Cristão Católico , um Administrador por formação, hoje Professor na Rede Pública. Um apaixonado por Deus ( mesmo as vezes estando chateado com ele ), familia e filhos ( A melhor parte de mina vida ). Mas, tambem amo aqueles que ainda tem causas no sangue e mentes. Amo as pessoas e amigos, principalmente da Vilas e Aglomerados. Verdadeiros heróis na batalha cotidiana. Amo a Classe Média que só é lembrada neste Brasil para pagar impostos em demasia. Mas, há tambem no Brasil essa riqueza de Heterogeneidade Cultural e raças, tornando este país um dos mais ricos do mundo nestes quesitos.

Sou da opinião que se Deus em sua eterna sabedoria, bondade e amor. Construiu este mundo tão diferente, com culturas , religiões, etnias e raças tão diferentes é porque Ele acredita na diversidade e na vivência de todos os povos com amor, respeito e alegria.

VIVA A DIVERSIDADE... AS CULTURAS E AMOR DE DEUS POR NÓS.

Marcao Cavalcante

Marcão Cavalcante

Marco Cavalcante

Leão elevou arrecadação em 101% na última década Dados da Receita mostram que brasileiro pagou em média R$ 3 mil de IR em 2012, contra R$ 1.475 em 2002, descontada a inflação. Carga aumenta 101% e base de contribuintes 65%

Leão elevou arrecadação em 101% na última década Dados da Receita mostram que brasileiro pagou em média R$ 3 mil de IR em 2012, contra R$ 1.475 em 2002, descontada a inflação. Carga aumenta 101% e base de contribuintes 65%

Bárbara Nascimento
Publicação: 26/02/2013 06:00 Atualização: 26/02/2013 07:24
A gula do Leão do Imposto de Renda não dá trégua ao bolso do trabalhador brasileiro. Um levantamento realizado pelo Estado de Minas com base em dados da página da Receita Federal na internet mostra que no ano passado o contribuinte pagou em média cerca de R$ 3 mil em tributos sobre a renda, um crescimento de 101% nos últimos 10 anos. Em 2002, o valor médio pago era de R$ 1.475. Os números, corrigidos pela inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mostram ainda que os valores arrecadados pelo fisco cresceram num ritmo bem maior do que o número de contribuintes no mesmo período. O aumento de declarantes do Imposto de Renda na última década foi de 65%. Isso significa que houve aumento real na mordida do Leão.

A carga fica ainda mais pesada quando considerados os impostos sobre consumo e sobre o patrimônio. Segundo o presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), João Eloi Olenike, a estimativa é de que o brasileiro pague cerca de R$ 8 mil em tributos, o equivalente a pelo menos cinco meses de trabalho no ano só para dar conta dos impostos. “A maioria dessas taxas não é percebida pelo trabalhador. Ele se incomoda com os tributos diretos, como IPVA e IPTU, mas os indiretos estão embutidos nos preços que eles pagam diariamente”, afirma.

O especialista em direito tributário da Veloso de Melo Advogados, Jacques Veloso, explica que a opção do governo brasileiro de cobrar a maior parte dos impostos embutidos nos preços prejudica quem tem uma renda menor. “É o que chamamos de regressividade da tributação. Percentualmente, o tributo incide mais sobre quem ganha menos. Duas pessoas pagam o mesmo imposto ao comprar um produto, independentemente da renda recebidapor cada uma”, diz.


Para os especialistas, a pesada carga de impostos se dá, sobretudo, pela defasagem na correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física. Corrigida abaixo da inflação, ela não acompanha o crescimento da renda e acaba incluindo cada vez mais trabalhadores na faixa de renda que é obrigada a declarar os ganhos, bens e despesas à Receita Federal.

“Com o crescimento da economia formal e da renda e a defasagem da tabela, acumulada em cerca de 66%, que alcança contribuintes que antes ficavam de fora, o governo arrecada cada vez mais”, afirma Edson Lopes, da Alterdata. “A carga tributária vem crescendo sistematicamente e não há perspectiva de diminuição do peso no bolso do trabalhador”, completa.

Deduções


Outro fator apontado para o avanço dos impostos sobre a renda do brasileiro está no limite baixo das deduções para educação e dependentes. Com gastos cada vez maiores, os brasileiros têm um teto de R$ 3.091,35 e R$ 1.974,72, respectivamente, para os descontos. “Considero esses valores simbólicos em virtude dos gastos que os cidadãos têm, principalmente, com educação. Quem determinou esses limites não deve saber quanto custa uma mensalidade escolar ou uma faculdade nos dias de hoje”, ironiza o presidente do IBPT. Para Veloso, o fisco deveria repensar descontos maiores e incluir ainda nas deduções despesas com cursos extras.

Mais um recorde

Mesmo com a economia fraca, o governo federal bateu mais um recorde de arrecadação de tributos em janeiro. O recolhimento de impostos e contribuições, no mês passado, totalizou R$ 116,06 bilhões, o maior valor mensal já registrado em toda a história. O resultado representa um aumento real de 6,59% sobre o montante de janeiro de 2012, que, corrigido pela inflação acumulada no período, tinha sido de R$ 108,8 bilhões. Tanto em 2012 quanto neste ano, o melhor desempenho em janeiro se deveu principalmente à decisão das empresas de antecipar o recolhimento do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). Legalmente, as companhias têm até março de cada ano para fazer o ajuste anual dos tributos referentes aos lucros obtidos no ano anterior. Entretanto, quitando os débitos antecipadamente, elas evitam a atualização dos valores pela taxa Selic nos meses de fevereiro e março.

DVD Chico Buarque Na Carreira


Gusttavo Lima - 60 segundos


Taxa de desemprego sobe para 5,4%, mas é a menor para janeiro desde 2002 De acordo com o IBGE, a população desocupada somou 1,3 milhão de pessoas. O rendimento médio real dos trabalhadores em janeiro foi de R$ 1.820, contra R$ 1.821,81 em dezembro

Taxa de desemprego sobe para 5,4%, mas é a menor para janeiro desde 2002 De acordo com o IBGE, a população desocupada somou 1,3 milhão de pessoas. O rendimento médio real dos trabalhadores em janeiro foi de R$ 1.820, contra R$ 1.821,81 em dezembro

Fernanda Borges
Publicação: 26/02/2013 09:28 Atualização: 26/02/2013 10:20

A taxa de desemprego subiu para 5,4% em janeiro nas seis regiões metropolitanas (Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre) pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), após ficar em 4,6% em dezembro de 2012. Os dados foram divulgados nesta terça-feira. Em janeiro de 2012, o indicador havia ficado em 5,5%. Apesar da alta do desemprego em janeiro, em relação a dezembro, a taxa de 5,4% é a mais baixa para o mês desde o início da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, em 2002.

Em janeiro, a população desocupada no País somou 1,3 milhão de pessoas, aumento de 17,2% em relação a dezembro de 2012. O número também equivale a mais 195 mil pessoas à procura de emprego. Na comparação com janeiro de 2012, houve alta de 1,4%, ou 18 mil pessoas a mais.

A população ocupada somou 23,1 milhões em janeiro, queda de 1,2% em relação a dezembro de 2012, o mesmo que 293 mil pessoas ocupadas a menos. Em relação a janeiro de 2012, houve crescimento de 2,8% na população ocupada, o equivalente a mais 631 mil ocupados no mercado de trabalho.

Já o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado ficou em 11,6 milhões em janeiro, ligeira alta de 0,1% ante dezembro, com oito mil novos empregados formais. Na comparação com janeiro de 2012, houve aumento de 4,1%, um adicional de 459 mil postos de trabalho com carteira assinada. Já o rendimento médio real dos trabalhadores em janeiro foi de R$ 1.820, contra R$ 1.821,81 em dezembro de 2012.

Belo Horizonte
A taxa de desemprego na região metropolitana de Belo Horizonte saiu de 3,5% em dezembro de 2012 para 4,2% em janeiro de 2013. Em janeiro de 2012, a taxa ficou em 4,5%, também a menor para o mês desde 2002.

Nas demais regiões, a taxa de São Paulo foi a maior no mês entre as seis regiões metropolitanas pesquisadas. No Recife, a taxa de desocupação passou de 5,6% em dezembro para 6,3% em janeiro; em Salvador, saiu de 5,7% para 6,3%; no Rio de Janeiro, de 4,0% para 4,3%; e em Porto Alegre, de 3,0% para 3,5%.

Lacerda deve anunciar novo secretariado nesta quinta-feira Negociação com lideranças políticas foi longa. Prefeito Marcio Lacerda defendeu perfil técnico para cargos gerenciais estratégicos

Lacerda deve anunciar novo secretariado nesta quinta-feira Negociação com lideranças políticas foi longa. Prefeito Marcio Lacerda defendeu perfil técnico para cargos gerenciais estratégicos

Tábita Martins - Estado de Minas
Publicação: 25/02/2013 17:22 Atualização: 25/02/2013 18:07

Após impasses e muita negociação, os nomes dos titulares que comandarão as secretarias municipais e outros órgãos de governo no segundo mandato do prefeito Marcio Lacerda (PSB) foram definidos e devem ser anunciados nesta quinta-feira. A queda de braço entre o prefeito, que faz questão de indicar nomes com perfil técnico, e lideranças dos partidos que o apoiaram para garantir a reeleição começou logo após a posse de Lacerda, em janeiro. 

Na tarde desta segunda-feira, durante a reunião da Frente Nacional de Prefeitos, Lacerda disse que ainda têm dúvidas quanto a nomes para três regionais e uma fundação. No entanto, de acordo com o prefeito, o primeiro escalão já está definido e deve ser  anunciado na próxima quinta-feira. Lacerda reforçou também que para cargos de gerências importantes nas regionais e setores de fiscalização serão nomeados funcionários de carreira com perfil técnico.
 
Encontro com o PSDB
 
Na semana passada, o presidente estadual do PSDB, Marcus Pestana, e Lacerda chegaram a um consenso sobre a maior parte dos cargos de primeiro escalão. Ficou decidido que os tucanos manterão as posições que ocupam hoje na Secretaria Municipal de Saúde, de Desenvolvimento, na BHTrans, além das regionais Pampulha e Barreiro. Vai também ampliar a participação, na condição de aliado principal, substituindo a posição ocupada pelo PT no mandato passado.

No entanto, o eforço de Lacerda foi acomodar todos os aliados, sem perder de vista o problema da governabilidade na Câmara Municipal, onde um grupo de vereadores que se institula “independente” assumiu o comando da mesa diretora. A expectativa é de que a composição do secretariado reservará ao PSB as secretarias que ocupa hoje – de Assuntos Institucionais, de Serviços Urbanos, além da Regional Leste, ampliando a influência para uma pasta na área social e outras secretarias regionais. 

Mulher assume a chefia do combate ao crime em BH Primeira oficial a assumir o Comando de Policiamento da Capital, coronel Cláudia Romualdo substitui colega que, segundo fontes da PM, teria saído para a reserva por conflitos internos

Mulher assume a chefia do combate ao crime em BH Primeira oficial a assumir o Comando de Policiamento da Capital, coronel Cláudia Romualdo substitui colega que, segundo fontes da PM, teria saído para a reserva por conflitos internos

Pedro Ferreira
Publicação: 26/02/2013 06:00 Atualização: 26/02/2013 07:10

Cláudia Romualdo, de 44 anos, solteira,  comandava a 3ª Região Militar, em Vespasiano (Cristina Horta/EM/D.A Press)
Cláudia Romualdo, de 44 anos, solteira, comandava a 3ª Região Militar, em Vespasiano
Pela primeira vez nos 236 anos da Polícia Militar de Minas Gerais, uma mulher assume o Comando de Policiamento da Capital (CPC), um dos cargos mais cobiçados da corporação. A coronel Cláudia Araújo Romualdo, de 44 anos, que comandava a 3ª Região Militar, em Vespasiano, na Grande BH, substitui o coronel Rogério Andrade, que ficou apenas um ano e um mês no cargo e se afastou para a reserva em circunstância ainda não totalmente esclarecidas.

O oficial não compareceu ontem à tarde à solenidade de passagem de comando, na sede da 1ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), na Praça Rio Branco, no Centro de BH, e há informações de conflitos internos entre o ex-comandante e a coronel Cláudia. Ele disse que estava em viagem e que pediu transferência à reserva para se dedicar mais à família, depois de 30 anos na PM.

A coronel Cláudia afirmou ter recebido o convite do comandante-geral da PM, coronel Márcio Martins Sant’Ana. Sobre o motivo da saída do coronel Rogério, ela se limitou a dizer que se sentiria desconfortável para comentar uma decisão de foro íntimo, mesmo se soubesse os reais motivos que levaram o colega a pedir transferência para a reserva.

Fontes da PM, que pediram anonimato, contam que a coronel Cláudia substituiu por algum tempo o coronel Antônio de Carvalho no Comando de Policiamento Especializado (CPE) e que teria sido negado a ela um pedido de apoio ao CPC, motivo da desentendimento entre os três coronéis. Outra versão seria o descontentamento do comando geral com o desempenho do coronel Rogério no combate à criminalidade, o que foi negado por Márcio Sant’Ana. “O comando da 1ª Região é de muito prestígio, mas extremamente desgastante. O coronel Rogério achou por bem pedir a a transferência para a reserva e já tinha tempo de serviço para isso. Temos de respeitar a sua decisão”, disse o oficial.

Experiência
Para o comandante-geral, a coronel Cláudia tem experiência para assumir a função. “Acredito muito na capacidade inovadora, no voluntarismo e na disponibilidade que têm pautada a carreira da coronel Cláudia. A chegada dela traz uma nova perspectiva à 1ª Região no que diz respeito ao estilo de comando e às características pessoais”, disse o coronel Márcio Sant’Ana. Segundo ele, a doutrina de emprego e as diretrizes de atuação já estão estabelecidas e o que muda é como fazer isso funcionar. “A coronel Cláudia tem uma experiência muito grande no comando da 3ª Região, que apresenta características de capital e cidades do interior ao mesmo tempo. É uma oficial extremamente inteligente, bacharel em direito e a primeira colocada nos cursos da Polícia Militar. Sobretudo, muito voluntariosa e está sempre junto à tropa na condução dos seus trabalhos”, disse o comandante-geral, que elogiou o coronel Rogério: “É um profissional dedicado, de conduta ilibada, de uma moral irrepreensível.”.

A coronel Cláudia completa 45 anos na quinta-feira, tem 1m62 de altura, pesa 65 quilos e tem fama de ser linha de frente. Ela vai exercer uma função que historicamente é dos homens, mas disse que na 3ª Região eles se acostumaram com a sua presença. “Não penso que a diferença seja do gênero. Talvez o fato  de ser mulher, a presença do batom, de uma maquiagem, talvez a fala revestida da sensibilidade que é própria da mulher, mas, em regras gerais, na Polícia Militar o nosso comando tem um extremo cuidado no preparo dos profissionais. E essa diferença de gênero absolutamente não interfere na nossa formação e no nosso treinamento”, disse Cláudia.

Desafios
Para ela, comandar uma região da PM já uma função revestida de extremos desafios, mas comandar o CPC é um desafio ainda maior, porque ela se torna responsável por cuidar dos destinos da segurança da capital de Minas. O fato de ter sido designada a primeira mulher para ocupar esse cargo na história da PM vai gerar uma expectativa muito grande nas pessoas, que vão aguardar novos rumos, segundo ela. “As mudanças na Polícia Militar fazem parte da nossa cultura. É como se fosse uma corrida de revezamento, em que a gente recebe o bastão em determinado ponto da corrida e dá continuidade ao trabalho que está sendo feito”, disse Cláudia, admitindo que vai precisar de tempo para conhecer os problemas de segurança de cada bairro de BH para tentar solucioná-los.

“A Polícia Militar trabalha com a referência dos números. Às vezes, nos deparamos com regiões onde as estatísticas de criminalidade não nos apontam um problema assim tão grave, mas a sensação das pessoas é diferente. Precisamos conversar ainda mais para saber o que está causando essa sensação de insegurança nas pessoas”, disse a nova comandante do CPC, que pretende conversar com cada comandante de unidade para saber os problemas enfrentados e para adotar medidas.

O coronel Rogério Andrade divulgou uma mensagem de despedida, dizendo que vai para a reserva com a certeza do dever cumprido perante a sociedade mineira. Ele disse que foram grandes as suas conquistas e fez um extenso balanço das suas atividades nos 30 anos de atividade, principalmente à frente do CPC.

Longe de gabinetes


A coronel Cláudia Romualdo é considerada uma oficial  de linha de frente, na gíria policial chamada de “operacional”. No comando da 3ª Região, responsável pelo policialmento de 22 cidades da Grande BH, a coronel esteve à frente de operações consideradas importantes pelo comando da PM. Em setembro, coordenou a equipe que apreendeu cerca de 150 quilos de pasta base de cocaína em Lagoa Santa. Na madrugada de 19 de dezembro, quando cerca de 100 detentos fizeram agentes penitenciários reféns em Pedro Leopoldo, participou da negociação para controlar motim e libertar reféns.

Formada em direito pela UFMG, Cláudia Romualdo é solteira, nasceu em BH e é filha de um coronel e uma professora aposentada. Está na PM há 27 anos e fez parte da terceira turma de mulheres na corporação. Atuou na área operacional do 13º Batalhão da capital, do 23º Batalhão de Divinópolis e no Batalhão de Missões Especiais, hoje Batalhão Rotam. Tambémtrabalhou na área administrativa do Estado-Maior da PM, na Diretoria de Finanças, no Centro de Aperfeiçoamento de Praças, na Ouvidoria da PM e no Centro de Administração Pessoal, em Contagem. Em 2009, foi designada para comandar o 36º BPM de Vespasiano. Em setembro de2011, foi promovida a coronel e passou a comandar a 3ª Região da PM com sede em Vespasiano.

BH enfrenta a pior seca em seis anos Com precipitação pluviométrica 20% abaixo da média anual, BH e a região metropolitana enfrentam a estação quente menos chuvosa desde 2007, mas pode chover a partir de hoje

BH enfrenta a pior seca em seis anos Com precipitação pluviométrica 20% abaixo da média anual, BH e a região metropolitana enfrentam a estação quente menos chuvosa desde 2007, mas pode chover a partir de hoje

Gustavo Werneck
Publicação: 26/02/2013 06:00 Atualização: 26/02/2013 08:19

As irmãs Luana e Luiza Moreira fazem esteira com garrafa d%u2019água em academia com umidificador (RAMON LISBOA/EM/D.A PRESS)
As irmãs Luana e Luiza Moreira fazem esteira com garrafa d%u2019água em academia com umidificador



Este verão é o mais seco desde 2007 e entra para a história com um dos períodos menos chuvosos dos últimos 50 anos em BH e região metropolitana. Levantamento da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) indica que, desde dezembro, quando começou a estação mais quente, as chuvas estão 20% abaixo da média anual, que é de 1.490 milímetros, e ainda falta quase um mês para o fim do verão. O técnico de planejamento hidroenergético da estatal, Carlos Wagner Coelho, explica que já houve épocas mais críticas, como 1981 e 1990, com 30% de queda no índice pluviométrico, e de 1967 a 1977, variando de 10% a 30%. “Vínhamos de período satisfatório, com muitas chuvas, como ocorreu no fim de 2011 e de 2012. Todos os institutos meteorológicos erraram nas previsões sobre o verão”, diz o técnico. Em fevereiro choveu até agora apenas 6% da média histórica para o mês.

O motivo da falta de chuva é a massa de ar quente que se instalou sobre grande parte da região central do país e bloqueou a chegada de frentes frias. “A estiagem não decorre de fenômenos como El Niño, ou aquecimento das águas do Oceano Pacífico, na costa peruana, ou do La Niña, o resfriamento na mesma região. Estamos num período de normalidade”, avalia Carlos Wagner. A previsão é de pancadas hoje, no fim da tarde, mas chuva, mesmo, só amanhã, no fim da tarde. A temperatura ontem foi de 31 graus e a expectativa é de chegada de frente fria na sexta-feira.

Dezembro de muitas tempestades, janeiro com chuvas de granizo e indício de muitos transtornos para os belo-horizontinos. Em vez dos tradicionais torós, a capital vem mostrando é falta de água e um calor sem fim para a população.

O jeito é hidratar muito, tomar muito suco e usar roupas leves. As amigas e estudantes de ensino médio Júlia Garcia de Oliveira, moradora do Bairro Santa Inês, e Fernanda Pires, do Nova Vista, na Região Leste, gostam de alternar caminhadas e corridas na Avenida José Cândido da Silveira, Bairro Cidade Nova, na Região Nordeste de BH. As duas, de 16 anos, estão sempre com uma garrafinha nas mãos. Mas nessa secura elas costumam parar debaixo de uma árvore, despejar um pouco de água no rosto e beber bastante líquido. “É sombra e água fresca”, brinca Júlia. Na tarde de ontem, elas fizeram o exercício físico habitual e lembraram que há muito tempo não chove. “Está seco mesmo, é preciso hidratar bastante”, acrescentou Fernanda.

Para dar mais conforto aos alunos, algumas academias de ginástica usam umidificadores nos salões de musculação. A sensação é ótima, pois tem o ventilador movimentando o ar e o vapor d’água refrescando o ambiente. Na Academia Harmonia, no Cidade Nova, tem o equipamento dirigido para quem está na esteira. Grávida de cinco meses, a médica Luana Moreira, de 27, diz que toma água o tempo inteiro. “Vou ao banheiro de cinco em cinco minutos, então tenho que repor líquido, pois está quente demais e muito seco”, afirmou, lembrando que a atividade física é saudável. “Quando chego em casa, tomo um banho e relaxo muito.” Ao lado, a estudante de engenharia Luiza Moreira, de 20, também corria tendo sempre no suporte a garrafinha de água.

O personal trainer da academia, educador físico Thallis Diego Barbosa Rocha, lembra que o fundamental nesses dias é beber bastante água. “Tempo seco causa problemas respiratórios, ressecamento das vias aéreas e aumento brusco da temperatura corporal (hipertermia). Além disso, pode levar a desmaios, devido à queda de pressão. O ideal é malhar em lugares ventilados e com roupas leves”, disse Thallis, enquanto orientava a estudante Nayana Fonseca, de 18, no banco extensor. Precavida, Nayana usava, nos intervalos, um ventilador com um jato de água, pertencente à sala de ginástica da academia.

Bruno Mars - When I Was Your Man (Lyrics)


Eminem - Space Bound


domingo, 24 de fevereiro de 2013

Caetano Veloso - Você é linda


Caetano Veloso - Sozinho


Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim


Caetano Veloso, Maria Gadú - Nosso Estranho Amor


Chico Buarque - O Meu Amor HD (Original)


AS MULHERES... SERES UNICOS E DIVINOS. MARCAO CAVALCANTE. Chico Buarque - Mulheres de Atenas

AS MULHERES... SERES UNICOS E DIVINOS. MARCAO CAVALCANTE. Chico Buarque - Mulheres de Atenas

Chico Buarque - Apesar de Você


FATO... MARCAO CAVALCANTE. Cartola - Evite meu amor

FATO... MARCAO CAVALCANTE. Cartola - Evite meu amor

09-Quem Me Vê Sorrindo


Preciso me Encontrar - Cartola - 1976


Cartola - Peito vazio / O sol nascerá


bezerra da silva malandro é malandro e mané é mané


Zeca Pagodinho - Aquilo que era Mulher


vou botar teu nome na macumba zeca pagodinho


MAIS OU MENOS ASSIM... Marcao Cavalcante. Se eu quiser fumar - ...:: - everaldaum - ::...

MAIS OU MENOS ASSIM... Marcao Cavalcante. Se eu quiser fumar - ...:: - everaldaum - ::...

Demônios da garoa: As Mariposa


JA DANCEI MUITO ... NO ANTIGO BAHIA SHOPPING, AS SEXTAS...Demônios da garoa: Trem das onze


Demônios da garoa: Saudosa maloca


Beth Carvalho - Chega De Saudade


O que é, o que é? - Beth Carvalho


Beth Carvalho * Volta Por Cima *


Ô Coisinha tão bonitinha do pai


BELISSIMA MUSICA... MARCAO CAVALCANTE. Beth Carvalho e Fundo de Quintal - Vou festejar


Você Abusou


AOS EX AMORES... BELISSIMA. MARCAO CAVALCANTE. Ex-Amor - Simone e Martinho da Vila - Som Brasil (29/05/2009)

AOS EX AMORES... BELISSIMA.  MARCAO CAVALCANTE. Ex-Amor - Simone e Martinho da Vila - Som Brasil (29/05/2009)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

ESSA BANDA É DEMAIS... Foo Fighters. Walk.


Maroon 5 - Daylight


BELISSIMA MUSICA PARA AS AMIGAS... LEMBRO ME DE VOCE. MARCAO CAVALCANTE. Maroon 5 - She Will Be Loved

 BELISSIMA MUSICA PARA AS AMIGAS... LEMBRO ME DE VOCE. 
 Maroon 5 - She Will Be Loved

MARCAO CAVALCANTE

E A JUVENTUDE , VAI SE PERDENDO NAS DROGAS... E O SISTEMA AINDA MAIS BRUTO. Mv Bill armado cantando Soldado do Morro ao Vivo no Free Jazz Festival

E A JUVENTUDE , VAI SE PERDENDO NAS DROGAS... E O SISTEMA AINDA MAIS BRUTO.
O CRACK , UMA EPIDEMIA NACIONAL E NO BRASIL DISCUTE SE APENAS AS FUTILIDADES DO FUTEBOL, COPA...
MARCÃO CAVALCANTE

AO POVO BRASILEIRO... FATO. MARCAO CAVALCANTE. MV Bill Só Deus pode me julgar clip


VAMOS EDUCAR NOSSO POVO PARA JUNTOS MUDARMOS ESTE PAÍS? EU APÓIO UM POLÍTICA MAIS TRANSAPARENTE, PARTICIPATIVA E PARA O POVO. E VOCE? Marcao Cavalcante Marcão Cavalcante Marco Cavalcante

VAMOS EDUCAR NOSSO POVO PARA JUNTOS MUDARMOS ESTE PAÍS?

EU APÓIO UM POLÍTICA MAIS TRANSAPARENTE, PARTICIPATIVA E PARA O POVO. E VOCE?

Marcao Cavalcante

Marcão Cavalcante

Marco Cavalcante


Capital Inicial Cai a noite MTV acústico


capital inicial acústico mtv ao vivo -Tudo que vai HD


MAIORIDADE PENAL AOS 16... EU APÓIO.

O BRASIL, PRECISA DE MAIS RAZOABILIDADE. VAMOS REDUZIR A PENA E BUSCAR TER A SEGURANÇA PUBLICA COM LEIS MELHORES E QUE DEFENDAM AS PESSOAS DE BEM.

SE CONCORDA, VAMOS COMPARTILHAR...

MAIORIDADE PENAL AOS 16... EU APÓIO.

Marcão Cavalcante

Marcao Cavalcante

Marco Cavalcante



Coldplay - Viva La Vida


Katy Perry - Thinking Of You (Extended Video)


Katy Perry - Part Of Me


Katy Perry - E.T. ft. Kanye West


David Guetta - Turn Me On ft. Nicki Minaj


Pitbull - Rain Over Me ft. Marc Anthony